Nintendo quer atingir mais de 100 milhões de jogadores mobile e jogos podem sair ainda neste ano

Ainda não absorveu a notícia de que a Nintendo entrará no mercado de games mobile? O site GamesBeat conversou com o CEO da DeNA West, Shintaro Asako, e obteve informações e opiniões importantes sobre a parceria da da desenvolvedora para levar as franquias da gigante japonesa para o mercado de tablets e smartphones.

Logo de cara, Asako afirma que a aliança pode fazer com que a DeNA vire a empresa líder em plataforma mobile em todo o mundo — vencendo empresas como King (Candy Crush), Rovio (Angry Birds), Machine Zone (Game of War) e Supercell (Clash of Clans). Por enquanto, ela não está nem no top 10 global dessa listas, mas é a oitava companhia mais poderosa da área no Japão.


O executivo ainda revelou que a desenvolvedora conversava com a Nintendo desde 2010, pois estava em busca de uma grande parceira que ainda não estivesse no mercado mobile. "Finalmente, a Nintendo ficou pronta para fazer isso. E nós estávamos prontos todo esse tempo", conclui.

"Quero criar algo de sucesso global, não só para crianças, mas para pessoas de meia-idade e além. O jogo precisa atrair uma quantidade imensa de pessoas. Queremos uma audiência grande, como Candy Crush — como 100 milhões de base diária de usuários", alega.

A DeNA quer construir uma história e uma base sólida. Por isso, quem pede Mario ou Zelda logo de cara e em altas quantidades — e isso acontece muito, segundo o CEO — precisa ter calma. "Quando olhamos para outras empresas de sucesso (...), várias usam um título de sucesso e aí pegam a mesma engine para outros", critica Asako.

"Acho que a solução não virá com 10 ou 20 games de cara. Devemos pegar o jogo certo. Na verdade, devemos fazer um jogo específico de smartphone que exija interação social todos os dias. Não é só portar um título do Wii U", diz. Ainda assim, ele afirma que vai juntar "o melhor dos dois mundos" e com certeza usar as IPs (propriedades intelectuais, ou franquias) da Nintendo.

Vale lembrar que os primeiros jogos da Nintendo para a plataforma mobile devem sair ainda neste ano. Já discutimos também se essa parceria é necessariamente boa — clique aqui para conferir.

Via: TecMundo, BJ